Midia Social

Vejam um exemplo de distribuição viral de uma marca. Pra variar, claro, trata-se de um produto mais que conhecido e consumo disseminado: Coca Cola.

Acessem o link para o vídeo, rapidinho:   http://www.youtube.com/watch?v=rAMePipFvJ0

Você tem mais algum exemplo, comentário... enfim. Participe. Este blog ficará melhor com sua participação. Traga sua comunidade para cá!

Vamos "interpretar" as trocas, os diálogos entre consumidores e marcas.

Comunicação: (não) é possível uma distinção

Como é que você compreende a Comunicação: no entendimento de Rudiger, F. (Introdução à teoria da comunicação: problemas, correntes e autores, São Paulo: Edcon, 2005, 2a. ed.), não se deve distinguir Comunicação de "verdadeira Comunicação". Pasquali (1976, p. 47) diz o seguinte: "só há verdadeira comunicação em caso de ação recíproca e autêntica entre agente e paciente, em que cada interlocutor fala e é escutado, recebe e emite em condições de igualdade (dialética do diálogo)".

Realmente, parece que Pasquali quis ser preciosista e, assim, concordo com Rudiger: comunicação é comunicação; diferenciam-se os processos (incluindo meios, canais etc).

Quando consideramos as Comunidades de Marca, por exemplo, embora essa seja uma condição que favoreça a definição de Pasquali, pois, imagina-se que deva existir aí uma "ação recíproca" (e esse é o ponto que pretendo pesquisar), ainda que ela não existisse, o processo comunicacional (embora fosse unidirecional), aconteceu. Portanto existiu. Há uma enorme quantidade de empresas, produtos e suas marcas que não têm respaldo dialético entre seus consumidores. Entretanto, esse fato não pode destruir a existencialidade da comunicação (possivelmente unidirecional) (uni)direcionada a seus consumidores.

 
   Qual é a sua marca?
COMUNIDADES DE MARCAS
Marcando o início.
Para marcar o início das atividades desse espaço, quero convidar a todos os participantes de COMUNIDADES que discutam PRODUTOS e MARCAS: que gostam, odeiam, defendem, trocam experiências, novidades... etc.
Este é um blog sobre COMUNIDADES DE MARCAS.
Se você faz parte, conhece, estuda as COMUNIDADES DE MARCAS, está convidado a compartilhar.
Embora a pesquisa sobre COMUNIDADES DE MARCAS em outros países seja mais intensa, ainda é superficial aqui no Brasil. Elas existem, mas são pouco pesquisadas.
Esse é o tema que pesquiso para o curso de doutorado em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo.
Mas você não precisa fazer parte de nenhum grupo de pesquisa para participar.
Quero conhecer as discussões de sua Comunidade. Também, desejo compartilhar discussões com colegas que desenvolvam pesquisas afins.
Bem, o espaço está criado. Vamos participar!
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Livros, Viajar
Visitante número: